MENU

| BR

Campus

Cursos

Programas Executivos

Paises


Deixe seu RH mais digital

Conheça ferramentas digitais de recrutamento (digital talent acquisition), treinamento e comunicação de equipes. Além de estratégias de People Analytics, Marketing Digital e Employer Branding.

RH na Transformação Digital

Saiba como os negócios estão migrando para o mundo digital e como a área de Recursos Humanos pode acompanhar esses processos utilizando as ferramentas digitais a seu favor. Aprenda a implantar uma cultura digital na prática.

Networking

Aprenda com professores especialistas de mercado que trazem sua experiência para a sala de aula. Faça contatos valiosos com key players.


Imagen de Gestão de RH Digital

Por que Gestão de RH Digital?

O que você vai aprender neste curso:
  1. - Transformação digital
  2. - Digital mindset
  3. - Mkt digital para o RH
  4. - Digital Talent Acquisition
  5. - Metodologias ágeis
  6. - Gestão de equipes digitais
E também:
  1. - Cultura horizontal e colaborativa
  2. - Digital Talent Development
  3. - People Analytics
  4. - Employer Branding
  5. - Marketing Digital a serviço do RH
  6. - Cases reais

E na minha carreira?

Qual o futuro?

Empresas de todos os setores e segmentos estão se tornando cada vez mais digitais para se manterem competitivas. O RH tem um papel fundamental na Transformação Digital auxiliando a acelerar a implantação de um mindset digital

Cases reais

Veja cases reais em sala de aula. Compreenda como as ferramentas digitais de gestão possibilitam contar com informações em tempo real para tomar decisões melhores

Aprenda com professores especialistas do mercado

Nosso time de especialistas

Ver Professores

Quem já fez

Próximos cursos, horários e sedes

Turno: Manhã

08:30 às 13:30

Vila Olímpia
Dias da semana

Todas as Terças

Início
14 Abr
Fim
9 Jun
Até 12 parcelas fixas de:
R$ 750

Blog
Digital House

Como a Transformação Digital proporciona o trabalho fora do escritório img
ux
mkt
carreira
tech
dados

Como a Transformação Digital proporciona o trabalho fora do escritório

Acompanhe este artigo e entenda como o uso do ferramental disponível nos ajuda a ter mais domínio das demandas de mercado, que formatam novos modelos de negócios, tendo o trabalho fora do escritório como um de seus pilares principais.O sacode a poeira da Transformação DigitalQuando ainda era uma opção aderir à Transformação Digital, já sabíamos de seus benefícios em otimização e competitividade, mas os mercados ainda tinham o pé atrás em uma de suas características como o trabalho fora do escritório, por uma série de fatores que vão de infraestrutura até questões culturais.A conectividade se restringia ao uso massivo de aplicativos via smartphones para comunicação entre as equipes, com implantação de alguns apps de serviços em setores como transporte, alimentação, hospedagem, entre outros.Hoje, todos estes mercados são obrigados a aderir à comunicação online e trabalho fora de casa para sobreviver. Inclusive, dois dos maiores players de soluções de videoconferência, o Google Hangouts e o Microsoft Teams, até liberaram diversas funcionalidades, até então somente disponíveis nas versões pagas, para versões gratuitas.Mesmo no meio do vendaval de mudanças, reflita como será o mundo corporativo, após o controle da pandemia, depois desta nova forma de trabalho ser integrada às rotinas normais e gerar resultados positivos?Esse período pode mudar perspectivas tradicionais. Lembra daquela palavrinha quase batida, o tal disruptivo. Então, olha a prática dela aí, no exercício da vivência na Transformação Digital e da chegada definitiva das novas profissões. Ou seriam dos novos profissionais?Gerenciamento sem caos - dos males o menor Pensamento positivo. Hoje temos a possibilidade do trabalho remoto. Com organização e ajuda de ferramentas que otimizem a rotina do trabalho fora do escritório, ele pode, sim, tornar o dia muito mais produtivo para as pessoas que se reinventam.Com um mindset digital criativo e ousado, é possível se manter competitivo em meio da crise, liderando projetos e pessoas. E a Digital House, que ministra cursos com as principais habilidades exigidas pelo mercado ( e que espera que você esteja se cuidando e seguindo as orientações de prevenção ao COVID-19), coloca luz e direcionamento para você que quer aderir a esta nova perspectiva e postura.Aprenda com nossos professores especialistas de mercado, ou mesmo atualize conceitos como: Cultura Digital e Discovery, Transformação Digital, Metodologias Ágeis, Experiência do Usuário (UX), Estratégias de Marketing Digital, Data Analytics, Data Science e LGPD.Inscreva-se no curso de imersão em Transformação Digital, atualmente apenas no formato online, e faça do desafio a oportunidade. Mais que frase de efeito, esta atitude é que salvará mercados e empregos. Vem conosco, estamos todos juntos nessa, embora separados!

 Implementando metodologias ágeis no seu dia a dia img
ux
mkt
carreira
tech
dados

Implementando metodologias ágeis no seu dia a dia

Mas, muito mais simples do que ultrapassar a velocidade da luz, as Metodologias Ágeis priorizam entregas em um curto espaço de tempo e com a mesma qualidade das que surgiam após processos muito mais demorados. Como? Com técnicas e meios que integram áreas e descomplicam rotinas(olha aí a técnica do nosso velocista escarlate, novamente). Aliás, descomplicar é a palavra da vez, não só neste artigo, mas também quando se trata de inovação. Essa é a função da tecnologia na nova era digital: ser nossa aliada, reafirmando justamente o conceito de homem-máquina. Flexibilidade, adaptabilidade e resiliência Os métodos ágeis são bem diferentes do modelo de gestão tradicional, quadradinho, de projetos, quando era preciso o desenvolvimento de produtos dividido por etapas estritamente definidas e seguidas à risca. E, em épocas em que o trabalho remoto, ou home office, impera por necessidades de saúde pública, usar desta metodologia pode ser um grande diferencial em produtividade individual e entre equipes, pois a regra do jogo é clara: se adaptar às novas realidades, incluindo as fases para chegar lá, sempre com foco na melhor entrega, ou seja, no freguês. Os métodos ágeis são mais “bora lá, equipe”, aderindo a interações curtas, onde o resultado é medido por meio do produto já pronto. Esse modelo é disruptivo e se adapta à era da Transformação Digital, já que a entrega precisa seguir a rapidez das conexões, baseadas então em ciclos iterativos e incrementais, o que traz mais flexibilidade e adaptabilidade, sem muita burocracia corporativa. Ambientes ágeis de desenvolvimento, para serem construídos e terem sucesso, precisam de equipes com autonomia, capazes de se auto-organizar em busca de metas, com foco nos resultados, não no processo em si. Por isso, uma empresa agile alcança muito mais produtividade e eficácia do que os modelos tradicionais. Na prática, pense no exemplo de um engenheiro de computação que tem a função de criar um novo software para o iPhone. Se ele trabalhar em uma metodologia ágil, com certeza realizaria esse trabalho com equipe auto-organizada e multidisciplinar. Cada fase evoluiria de acordo com as necessidades do projeto em si, não de processos tradicionais da empresa. Logo, a necessidade do cliente e da demanda é que mandam no jogo. Ao engenheiro em questão ficaria a parte que lhe diz respeito do projeto e estar em constante comunicação com o resto das equipes. Vrrummm - resposta rápida e fundamentada em metodologia E, assim como nosso herói veloz, embora a Metodologia Agile não tenha diversos superpoderes, ela tem um essencial - a objetividade e rapidez que o mercado atual pede, com colaboração entre pessoas, métricas e máquinas. Aliás, ser ágil nas decisões, informações e soluções no contexto em que vivemos de criticidade na saúde mundial, pode ser um “superpoder” no sentido da sobrevivência das empresas. Curioso? Conheça os cursos da Digital House e torne-se um profissional habilitado nesta área. Aprenda as principais metodologias e frameworks para criar, experimentar e testar seus projetos, colocando seus clientes no centro, por meio da agilidade e do Design Thinking.

8 dicas para ser produtivo trabalhando em home office img
ux
mkt
carreira
tech
dados

8 dicas para ser produtivo trabalhando em home office

O home office, esse termo emprestado da terra do tio Sam, exige do profissional organização e alguns processos que garantem um bom rendimento em casa, o qual, para quem não está acostumado, pode não ser tão simples assim. Mas, calma. Informação salva não só vidas em pandemias, mas também jobs, entregas e funcionários. Vem com a gente. Com estas dicas, somadas à resiliência e flexibilidade, tudo vai ficar bem. 8 dicas para se ter um home office de respeito 1. Organização e disciplina - um casamento perfeito E o cronograma é o fruto deste amor. Romantismos à parte, criar um cronograma ou planner, físico ou virtual, para ter o controle das atividades diárias é uma forma prática de ter as prioridades bem em destaque. E, por falar em começar o dia, comece com o mindset que você vai para a ação, para o trabalho. Isso inclui rotinas como banho, alimentação devida e deixar o pijama de lado. 2. Relógio ou assistente virtual na missão Disciplina também inclui saber o horário das reuniões, a pausa necessária para almoçar, beber água (hidrate-se e lave bem as mãos) e finalizar o expediente. Uma boa opção para não se perder neste ambiente familiar é usar um despertador ou uma assistente virtual que te avise com antecedência destes compromissos e paradas necessárias. 3. Concentração ativar Fone de ouvido de boa qualidade para isolar o som é uma opção quando na sua casa não há um escritório pronto para a nova rotina. A música pode deixar sua nova estação de trabalho muito mais agradável. Ajustar uma iluminação adequada também é importante para concentração, assim como para a saúde dos seus olhos. Outra questão são as interrupções de familiares. Aí, a conversa é o grande trunfo. Explique que você está trabalhando como em qualquer outra situação, e isso inclui controle de ruídos e interrupções. 4. Aparato tecnológico em ação Mapear o que é necessário para esta nova estação de trabalho dar certo faz parte do sucesso da operação. Avise seu gestor se sua casa está preparada, com internet rápida, equipamentos, notebooks, telefone, entre outras ferramentas que tornem possível trabalhar em home office. Se não estiver, peça suporte da empresa. Algumas sugestões de ferramentas para você adotar em seu lar, doce office, são: · Comunicação com a equipe: Slack; · Videoconferências: Skype, Hangouts Meet, Zoom Meetings;· Organização de tarefas: Trello, Clicksign, Bitrix24, WeTransfer, Postgrain;· Compartilhamento de arquivos na nuvem: Google Drive, Dropbox, OneDrive; · Controle de horas trabalhadas: Toggl. 5.   Longe dos olhos, mas... perto dos canais de comunicação Aí está a grande sacada - pensar no melhor canal de comunicação que supra as necessidades de trabalho e que seja de fácil adaptação com as áreas necessárias para interagir. Na dica 4, passamos alguns bem bacanas. Porém, o alerta desta dica é sobre a relevância da integração. Em plena era de Transformação Digital, as videochamadas e videoconferências para reuniões são realidade, em trabalhos remotos ou não. Além disso, reuniões frequentes mantém o sentimento de grupo das equipes distantes fisicamente. 6. Conheça-te a ti mesmo Observe sua maneira ideal de trabalho, seus picos de produtividade, melhor dinâmica e, a partir desta descoberta, reorganize sua agenda de reuniões e entregas. Use a natureza a seu favor. 7. Do desafio à oportunidade Muitas pessoas estão fazendo home office como você, inclusive, muitos de seus clientes. Entender a experiência do outro é aproximar-se mais de sua satisfação. Observe esse momento de adaptação do mercado e use-o para melhorar suas entregas. 8.   Adapte-se com resiliência, isso também é inovaçãoDe acordo com o Google Trends, que monitora buscas na Internet, o interesse pelo tema "home office" atingiu na primeira semana de março o nível mais alto dos últimos 90 dias, com aumento de 34% nas buscas do site em todo o planeta. Isso quer dizer que as pessoas estão conscientes de que adaptar-se às novas realidades é vital. E aí fica a dica para empresas e funcionários: resiliência e planejamento é vida, meu bem, ainda mais na era digital, em que o mundo está na ponta dos dedos! Isso se aplica às novas perspectivas de ver o mundo e aprender novos conhecimentos. Na Digital House, escola de habilidades digitais, você desenvolve esta aptidão na prática, com diversos cursos que projetam sua carreira para este novo mundo. Saiba mais sobre cada um deles.

Ver todos